É hora de formalizar o seu grupo e transformá-lo em uma associação?

Você tem ou participa de um grupo de pessoas com um propósito comum compartilhado, que se reúne regularmente, promove ações, compartilha temas/ideias e/ou realiza eventos ou fomenta benefícios comum?

Ou simplesmente tem a ideia de se organizar para entregar valor de forma coletiva?

Ou nada disso, apenas tem um grupo de WhatsApp engajado em uma causa compartilhada? 

As associações e coletivos são grupos/entidades que têm ganhado cada vez mais relevância e notoriedade a partir do momento que passam a ser vistos como atores relevantes na entrega de valor para a sociedade ou nichos específicos. 

A formalização enquanto associação requer planejamento e boas reflexões, a primeira delas: Já existe uma entidade formalizada com os mesmos propósitos que o seu grupo? Em existindo, é possível somar esforços?

Em se tratando de formalização, falamos de estatuto, cartório, ata de fundação, membros de diretoria, membros de conselho, contador, conta bancária, endereço físico dentre outros. São responsabilidades e pontos de atenção comparáveis e à altura daqueles de uma empresa em constituição.

Formalizar abre uma fronteira que a informalidade não permite como por exemplo: Representar e se fazer representar, atuar formalmente junto a órgãos governamentais, além, claro, de viabilizar governança e organização profissional de membros e objetivos da associação. 

Mas qual o momento de formalizar? 

Não existe resposta pronta para esta pergunta. Existem grupos que já se reunem com a premissa de haver uma estrutura formal e aqueles que se formalizam ao longo do tempo, a medida que os CPF’s não dão mais conta das atribuições.

Imagine um coletivo de suporte e assistencialismo a animais abandonados por exemplo, cuja líder principal transaciona valores de doações em sua conta pessoal… Imagine ao final de 6 meses, esse CPF tendo recebido diversos valores em sua conta corrente que, por que haja uma boa causa por trás das doações, o valor poderá ser notado pelos órgãos federais e esse CPF poderá ser obrigado a pagar imposto de renda sobre os valores recebidos por doações…

A formalização deve acontecer a medida que os membros entendem que a hora chegou e que há suporte administrativo e financeiro para tal, seja a partir de receitas de associados, seja pelo investimento de fundadores em específico.

Como o Grupfy te Ajuda?

Nossa suíte te ajuda nos processos de gestão e engajamento com sua base. Se você é um líder associativista, ou um membro de um grupo ou associação, entre em contato com nosso time pelo e-mail abaixo. Teremos muito prazer em te ajudar. Mostraremos nossa ferramenta, as boas práticas de gestão e te ajudaremos na jornada de sucesso do seu grupo ou associação.

Deixe uma resposta